Jonatas Lucena Sociedade Individual de Advocacia

Menu

Regulamentação mira o uso de robôs atendentes de telemarketing

Regulamentação mira o uso de robôs atendentes de telemarketing.

Vivemos numa era tecnológica onde escapar do assédio de robôs atendentes de call center, também chamado de robocalls, está se tornando cada vez mais difícil. Com recurso de IA estes robôs cercam os consumidores até mesmo no final de semana. A abordagem tem se mostrado tão ostensiva que muitos consumidores já cancelaram suas linhas fixas e com frequência optam por não atender o celular por medo de que seja uma destas ligações indesejadas.

As reclamações por parte de consumidores foram tantas, que recentemente a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) prometeu reagir a essas ligações feitas por bots muito em breve estabelecendo regras para o uso destas tecnologias nas áreas de relacionamentos das empresas que atualmente utilizando estes robôs para ofertar produtos e serviços, além de realizar cobranças de dívidas.

“A ideia é limitar os horários e a quantidade de ligações desses bots por dia” afirma o Advogado Especialista em Crimes Virtuais Dr. Jonatas Lucena. “Muitos consumidores se sentem verdadeiramente assediados pelo telemarketing. Os mais curiosos, entretanto, é que muitos deles [consumidores] nem percebiam o assédio” afirmou o Especialista em Direito e Tecnologia.

De acordo com o Advogado, a ideia é que todos os setores que atendam o consumidor sejam impactados pela medida. Em recente declaração, empresas de telecomunicações se comprometeram a seguir as boas práticas de atendimento, limitando horários e dias que entrarão em contato com os consumidores.

O Dr. Jonatas Lucena passou a perceber o impacto causado pelos chamados robocallers, logo que passou a tomar conta de casos relacionados a queixas contra este tipo de assédio. No entanto, foi devido a uma pesquisa chamada “Ligações Indesejadas” realizada pela Senacon, que o Especialista em Direito Digital, pode observar tamanha proporção estrondosa.

Sobre a pesquisa, foram entrevistados ao todo 3.220 consumidores, onde em quase 85% dos casos estes entrevistados já haviam recebido ligações indesejadas feitas pelos bots de telecomunicação.