Telefone MapaComo Chegar Menu

Lucena e Milani Sociedade de Advogados

Lucena e Milani

Sociedade de Advogados

Escritório Especializado em Direito Digital e Empresarial

Quanto ganha um especialista em perícia digital computacional

Conhecidos como Peritos em Computação Forense, os especialista em perícia digital computacional ainda são escassos no mercado brasileiro. Com a área de atuação em segurança da informação crescendo no país, a procura por essa especialização tem crescido gradativamente, assim como a procura por seus serviços.

O escritório Lucena e Milani – Sociedade de Advogados presta atendimento em perícia digital computacional e traz para você um panorama dessa profissão.

A Computação Forense é uma das áreas da Perícia Forense e está presente no Manual de Patologia Forense do Colégio de Patologistas Americanos, publicado em 1990. A definição para a profissão é a seguinte: aplicação de princípios das ciências físicas ao direito na busca da verdade em questões cíveis, criminais e de comportamento social para que não se cometam injustiças contra qualquer membro da sociedade.

Para se comprovar a existência de erros é que existe a figura do perito, alguém com conhecimento técnico suficiente para auxiliar na investigação de casos em sua área de conhecimento. Dentro da Computação Forense existem tipos específicos de perícia e de peritos.

Peritos Oficiais – são aqueles que atuam em questões criminais e são, em sua maioria, funcionários públicos concursados. Nessa categoria temos os Peritos Criminar Federais (responsáveis pela esfera federal) e os Criminais Estaduais (resolução de todos os demais crimes).

Pegando como base o Edital do concurso para Perito Criminal Federal de 2013, um perito federal pode ganhar em média R$ 14.037, o mesmo salário de um delegado da Polícia Federal, porém esse valor muda de acordo com a especialidade, cargo e local. Em São Paulo, por exemplo, um concurso também realizado em 2013 era de R$ 7.516,00 e no Mato Grosso do Sul, com base na Lei 3.672/09 o salário de um perito federal é de R$ 3.100,00.

Peritos Ad-hoc – também conhecidos como peritos assistentes, esses profissionais atuam tanto suprindo carências das perícias criminais como em demais casos onde não existem peritos oficiais (causas cíveis ou em casos com necessidade de análise laudo).

O salário dessa categoria varia bastante e os fatores que mais influenciam são: demanda regional, reconhecimento da profissão e valorização do próprio profissional. No geral, um perito ad-hoc recebe por hora de trabalho. O valor é estipulado por cima e de acordo com o tipo de perícia realizada, necessidades de softwares, periculosidade, pressa do cliente, necessidade de peritos assistentes e quantidade de dados a serem coletados. Pelo Brasil, a média é de R$ 100,00 e R$150,00 (profissionais liberais) até R$ 250,00 (empresas especializadas).

Segundo o Código de Processo Civil, Lei 7.270 publicada em 1984, é considerado um perito (seja ele oficial ou ad-hoc) o indivíduo que apresentar nível superior e comprovação de especialidade na matéria, sendo hoje muito utilizado cursos de pós-graduação e certificações profissionais específicas.

E quanto custa uma perícia digital computacional?

Quanto ao valor pago pelos clientes, muitos fatores influenciam, como tipo de perícia, tempo, organização, material utilizado e etc. A Lucena e Milani oferece um ótimo custo-benefício, com satisfação comprovada.

Entre em contato com o escritório e saiba todos os detalhes de preço e serviços prestados. Não perca essa oportunidade!

Compartilhe nas Redes Sociais:

Facebook Twitter Google

OAB/SP 14.339