Jonatas Lucena Sociedade Individual de Advocacia

Menu

Os riscos de navegar em Wi-Fi público - saiba como se proteger!

Os riscos de navegar em Wi-Fi público – saiba como se proteger!

Quem nunca aproveitou no momento de almoço para conectar-se no Wi-Fi do restaurante e navegar pelas redes sociais, ver notícias, mandar mensagens e checar e-mails? Afinal, além de ser inteiramente gratuito, estas redes públicas ja fazem parte de nossa sociedade hiperconectada e hoje muitos já são os estabelecimentos que oferecem este benefício para seus clientes.

Entretanto, apesar de ser uma tecnologia em suma agradável, navegar por redes públicas podem trazer muitos riscos sobre os quais não costumamos se quer pensar.

Afinal, segundo Especialistas em Crimes Virtuais, redes de Wi-Fi públicos não são seguras e nelas não existem garantia de autenticidade, pois, mesmo que seja solicitado um login e senha de acesso, estes somente servem para liberação da utilização do sinal, e não é uma garantia de segurança do tráfego de dados – segundo nos explicou o Advogado Dr. Jonatas Lucena, Especialista em Direito Digital.

É devido a esta falta de segurança, que muitos já são os casos de pessoas que tiveram suas informações roubadas por criminosos que se utilizam da vulnerabilidade das redes públicas para praticar suas ações ilegais. Portanto, para que você não se torne mais uma vítima, conheça as melhores maneiras de se proteger contra hackers em uma conexão pública.

Use sempre conexões HTTPS.

É verdade que não existe uma receita pronta para se proteger contra a ação de criminosos virtuais. Porém, utilizar conexões criptografadas é uma maneira de evitar que suas informações pessoais sejam roubadas. Para navegar com mais segurança em redes públicas, atente-se para a proteção HTTPS que indica que seus dados estão criptografados e seguros, dificultando a ação de hackers.

Habilite o Firewall.

O firewall impede que usuários não autorizados acessem um determinado ponto de rede sem prévia autorização. Ele utiliza diversos protocolos de segurança para monitorar o que entra e sai de um servidor. Sendo assim, deixar o firewall habilitado é importante para impedir acesso indevido aos seus dados por terceiros.

Autenticação em duas etapas.

Este sistema é bastante indicado por Especialistas em Crimes Virtuais, principalmente, no que diz respeito a proteção de contas que requerem senhas de acesso. Os bancos, por exemplo, já utilizam a autenticação em dois fatores para efetivar operações via dispositivos informáticos. Seja pelo token ou por códigos via SMS, instituições bancárias ainda requerem a senha dos usuários.

Não realize transações financeiras.

Por mais que você se proteja, criminosos expert no assunto pode encontrar maneiras de contornar as barreiras de segurança. Portanto, para se manter realmente seguro, principalmente em relação a dados bancários, evite digitar informações confidencial e de natureza financeira em conexões de Wi-Fi público.