Jonatas Lucena Sociedade Individual de Advocacia

Menu

Os casos mais comuns de Phishing - até agora!

Os casos mais comuns de Phishing – até agora!

Nesta última semana nos deparamos novamente com mais um caso de Phishing que lesou inúmeros usuários da rede social Instragram. De semelhante funcionamento ao demais crimes que se utilizam desta técnica, o último Phishing desenvolvido por hackers e destinado ao Instagram está utilizando um sistema de autenticação de dois fatores para enganar as vítimas e obter acesso aos dados da conta da rede social de diversas pessoas.

Utilizando-se de um site quase idêntico a plataforma original Instagram, os cibercriminosos atuam enviando e-mails para vítimas informando-as sobre uma tentativa de login não autorizada. Ao clicar no link disponibilizado, o usuário é direcionado para a falsa página da rede social que solicita suas credenciais para confirmar sua identidade. É nesta etapa que o crime de Phishing está concluído!

Para que você não cai nestas armadilhas superbem arquitetadas por hackers, é preciso que você conheça alguns casos mais comuns e que fazem milhares de vítima todos os anos. Porém, antes de listarmos os casos de Phishing mais utilizados por criminosos, é preciso que você primeiro compreenda o que é o Phishing e quais os riscos que este crime virtual para trazer para você.

O Phising é hoje um dos ataques mais corriqueiros cometidos por meio da Internet, pois trata-se de um golpe relativamente fácil de ser aplicado, podendo atingir um número quase infindo de usuários ao mesmo tempo – segundo explicou Dr. Jonatas Lucena, Advogado Especialista em Crimes Virtuais e Direito Digital.

Portanto, basta que uma pessoa clique num link malicioso para ter os seus dados pessoais roubados por cibercriminosos e dependendo do tipo, ter seu dispositivo informático infestado de vírus e trojans.

Segundo Especialistas em Direito Digital, programas antivírus são uma solução para se proteger contra esta modalidade de crime virtual. Porém, é preciso – acima de tudo – saber reconhecer os tipos de phishing aplicados por hackers, para que você não se torne mais uma vítima desta “virose” virtual que tem afetado muitos usuários.

  1. Falsos e-mails ou mensagens.

Como pudemos ver no caso mais recente de Phishing, os hackers se utilizaram dos e-mails para prejudicar suas vítimas e roubarem seus dados de conta do Instagram. Entretanto, este tipo de Phishing não é novidade, afinal, muitos já foram os hackers que antes se utilizavam de e-mails e mensagens para lesar internautas de todo o mundo.

  1. Ataque ao Google Docs.

Cada vez mais usuários e empresas tem utilizado esta ferramenta grátis oferecida pela empresa Google para armazenar documentos importantes na nuvem. E é devido a esta popularidade do Google Docs que os criminosos virtuais viram uma oportunidade de utilizar o Phishing à favor de seus atos maliciosos, enganando usuários para roubar diferentes tipos de arquivos, incluindo fotos e vídeos pessoais.

  1. Peixe Grande.

Quando criminosos intencionam prejudicar empresas, eles procuram atacar com o Phishing primeiro os funcionários que ocupam altos cargos na empresa. Após conseguirem ter acesso aos respectivos e-mails, os hackers espalham mensagens aos demais funcionários da instituição, onde requisitam arquivos importantes. Deste modo, em questão de minutos estes criminosos virtuais passam a ter acesso a informações confidenciais da empresa.

  1. Phishing por ransomware.

Neste tipo de ataque de phishing, o usuário recebe um link fraudulento, mas ao invés de ser redirecionado a um site fake, acaba-se instalando um malware no computador da vítima, muitas vezes em formato ransomware. A intenção aqui não é somente roubar dados, mas também a própria máquina, que são virtualmente sequestradas, passando o criminoso a ter total controle sobre o dispositivo informático.