Jonatas Lucena Sociedade Individual de Advocacia

Menu

O ano dos roubos: Mais de uma milhão de usuários tiveram suas senhas roubadas em 2019

O ano dos roubos: Mais de uma milhão de usuários tiveram suas senhas roubadas em 2019.

Junto ao surgimento da Internet, surgiram também os mais variados crimes cometidos em ambiente digital. Entretanto, um em especial vem preocupando Especialistas em Direito Digital: segundo levantamento de dados, o roubo de senhas se tornou um dos maiores problemas enfrentados por usuários de tecnologia nos últimos anos.

Somente no primeiro semestre deste ano de 2019, acredita-se que mais um milhão de internautas tiveram suas senhas roubadas. Número este que demonstra que houve um aumento de 60% no número de vítimas de ladrões de senha em relação ao mesmo período do ano passado.

“O roubo de senhas é bastante utilizado por hackers por justamente permitir maior facilidade em se obter dados e informações pessoais”, comentou o Advogado e Especialista em Crimes da Internet, Dr. Jonatas Lucena. “Este tipo de golpe permite que o criminoso obtenha dados diretamente do navegador do usuário. Chama atenção a atração dos hackers por senhas salvas, dados pessoais salvos em cadastros e cartões salvos em contas de lojas virtuais”.

Além disso, esses malwares desenvolvidos por cibercriminosos também foram projetados para roubar cookies do navegador e arquivos de locais específicos do dispositivo eletrônico. Além de ser capaz de subtrair dados de aplicativos, como e-mails e mensagens privadas.

Segundo o Especialista em Direito Digital Dr. Jonatas Lucena, continentes como a Europa e a Ásia foram os mais afetados pela prática criminosa. Entretanto, países como o Brasil, Estados Unidos, Rússia e índia não ficaram de fora dos ataques do malware.

Como recomendações, temos as mesmas de sempre: atualizar programas do computador, não enviar informações confidenciais por meios não seguros, além de sempre verificar a procedência de um link antes de clicá-lo.