Jonatas Lucena Sociedade Individual de Advocacia

Menu

Falha da rede social Linkedin põe em risco a segurança de seus usuários

Falha da rede social Linkedin põe em risco a segurança de seus usuários.

Falha da rede social Linkedin põe em risco a segurança de seus usuários.

Fato atestado por um usuário do Linkedin nesta última sexta-feira (26), uma falha na rede social de caráter grave colocava em risco o mundo corporativo e as conexões profissionais intrínsecas a rede social.

Utilizando uma série de falsas oportunidades de emprego tidas como verdadeiras, um hacker foi capaz de inserir as supostas vagas na rede social que fosse realizado nenhum tipo de revisão ou aprovação prévia, como em geral ocorre na plataforma.

O usuário de nome Michel Rijnders, recrutador holândes, foi quem pode descobrir a falha de segurança no Linkedin. Segundo o Especialista em Direito Digital e Crimes de Internet, Dr. Jonatas Lucena, “qualquer usuário premium pode colocar uma vaga no Linkedin e fazer com que esta fique facilmente destacada na rede social”.

A falha, segundo o Especialista em Crimes Digitais é muito grave, afinal, através deste sistema vulnerável é muito fácil que qualquer cibercriminoso consiga obter dados pessoas dos usuários da rede social em questão, o que dá margem para diversas aplicações de golpe.

“Qualquer mal intencionado pode abusar desta falha de segurança para pegar dados pessoais de candidatos que pensam estar se candidatando a uma vaga real. Fraudes de identidade e phishing podem ser facilmente aplicados neste caso”, afirma o Advogado Dr. Jonatas Lucena.

Aliás, tratando-se do golpe conhecido como Phishing, vale ressaltar que inúmeras empresas especializadas no golpe já estão abusando deste sistema vulnerável de segurança da rede social para obter dados e informações pessoais de terceiros.

Em resposta ao ocorrido, a rede social Linkedin afirma já ter tomado medidas cabíveis tirando do ar as falsas vagas de emprego encontradas na plataforma online. Ademais, segundo o diretor de segurança da empresa, postar falsas vagas de emprego sem permissão explicita ou conhecimento da outra parte é contra os termos de serviço da rede social.