Telefone MapaComo Chegar Menu

Lucena e Milani Sociedade de Advogados

Lucena e Milani

Sociedade de Advogados

Escritório Especializado em Direito Digital e Empresarial

Etapas para entender a investigação na internet

A internet é um meio cheio de pessoas, informações e dados. É um espaço dinâmico e totalmente globalizado, onde milhões de pessoas podem interagir automaticamente. Dessa forma, não é difícil imaginar que crimes possam ser cometidos nesse local.

E, de fato, esses crimes realmente acontecem e não são incomuns. Muito pelo contrário, inclusive, eles acontecem diariamente, diversas vezes por dia, onde várias pessoas podem ser vítimas.

Existe uma facilidade maior para que os crimes virtuais sejam realizados com tanta frequência, já que a investigação desses crimes é mais trabalhosa e nem sempre é levada ao fim.

A investigação na internet pode ser mesmo mais trabalhosa, principalmente porque provas podem ser apagadas com facilidade, o que dificulta o trabalho dos investigadores.

Todavia, realizar uma investigação na internet, para um especialista experiente, pode não ser tão complicado assim. Principalmente se algumas etapas e precauções forem seguidas.

Análise do tipo de crime que foi cometido

Existem diversos tipos de crimes virtuais e, a primeira etapa, é a identificação do crime. Alguns exemplos de crimes virtuais são:

“Phishing scam”: ocorre quando informações particulares ou sigilosas, como números de CPF ou senhas bancárias são roubadas para, posteriormente, serem utilizadas em outros roubos ou em fraudes.

Identidade falsa: ocorre quando alguém mente a sua identidade (nome, idade, sexo) com a intenção de tirar proveito da situação ou prejudicar uma outra pessoa.

Discriminação: acontece quando ofensas preconceituosas são publicadas na internet, com o objetivo ou não de ofender alguém.

Ameaça: basicamente, se trata de ameaçar alguém, com palavras, fotos, imagens ou qualquer outro meio ofensivo.

Difamação, injúria e calúnia: também podem ocorrer frequentemente fora da internet e são considerados crimes contra a honra. Muitas vezes, ocorrem em publicações nas redes sociais, por exemplo.

Estelionato: acontece quando uma pessoa engana uma vítima com a intenção de obter vantagens financeiras com essa fraude.

Buscando o provedor na internet

A próxima etapa, que também é muito básica, é procurar o provedor onde o crime foi cometido. E, nesse sentido, é importante contar com um especialista na área, como um advogado, já que alguns provedores, como o Facebook, o Twitter e afins, exigem uma ordem judicial para divulgar dados.

Coleta de provas

Após esses passos, o próximo a ser seguido é a coleta de provas, que também deve ser realizada por um especialista, que irá saber exatamente o que procurar e onde procurar.

Início do processo

Depois da coleta de provas e evidências, é necessário dar entrada com o processo para que as leis determinem o que é justo e o que não é, no caso que está sendo investigado.

Compartilhe nas Redes Sociais:

Facebook Twitter Google

OAB/SP 14.339