Lucena e Milani Sociedade de Advogados

Menu

Especialista em Direito e Tecnologia fala sobre a privacidade na Era Digital

Especialista em Direito e Tecnologia fala sobre a privacidade na Era Digital.

Nos últimos anos, a Internet tem sido incorporada à vida de milhões de cidadãos mundo afora e com ela, inúmeros benefícios tem se mostrado, como por exemplo a facilidade de comunicação, pesquisa, trabalho e até mesmo entretenimento. Entretanto, esta tecnologia que faz parte do nosso cotidiano pode apresentar sérios riscos à segurança dos internautas.

Cada vez mais as pessoas têm trocados dados, por vezes de imensa importância, por meios eletrônicos. Entretanto, Especialista em Crimes Cibernéticos alertam que esta tecnologia que a princípio pode parecer de extrema segurança apresenta falhas e vulnerabilidades que estão ao alcance de ataque hackers.

Atualmente um dos grandes desafios vividos por Especialistas em Direito Tecnológico, é assegurar a privacidade e reputação diante de um ambiente de interconexão que criou uma esfera pública que desafia a credibilidade de pessoas físicas e jurídicas neste novo ambiente social. Em contrapartida, a reputação pessoal e das empresas – patrimônio inestimável – busca ser acumuladas, como uma verdadeira poupança, pelos meios públicos tecnológicos que potencializam e facilitam este acúmulo.

No cenário atual tanto o brasileiro, como outras culturas mundiais, tem se comportado como verdadeiros exibicionistas na Internet, o que para o Advogado Dr. Jonatas Lucena contrasta com o conhecimento adquirido sobre a vulnerabilidade do excesso de exposição privada pelo meio eletrônico. Casos de imagens intimas vazadas, por um dos companheiros da relação que foi magoado, é um exemplo simples dos danos que tem se potencializado com o uso da Internet e em principal das redes sociais.

Entretanto, o Especialista em Direito e Tecnologia e Crimes Virtuais Dr. Jonatas Lucena alerta para a falsa sensação de anonimato que a tecnologia propicia que em somo aos desconhecimentos das leis já vigentes, atraia infratores a prática de delitos que vem sendo cada vez mais cometidos, porém, entretanto, punidos pela Justiça Brasileira.