Lucena e Milani Sociedade de Advogados

Menu

Especialista em Direito e Tecnologia dá dicas para proteger sua privacidade digital

Especialista em Direito e Tecnologia dá dicas para proteger sua privacidade digital

Proteger sua privacidade na Internet nem sempre é fácil. Numa era tecnológica onde estamos cada vez mais habituados com o uso de dispositivos informáticos, a privacidade e segurança tornaram-se essenciais.

Atualmente temos um grande número de empresas que são criadas a partir do uso de dados de seus usuários que por vezes se quer sabem que suas informações pessoais estão sendo utilizados para as mais variadas finalidades. Entretanto, para Especialistas em Direito Tecnológico, é importante que os usuários também se atentem para o controle de da quantidade de informações pessoais que estão fornecendo e quem tem de fato acesso a tais informações.

Quando configuramos uma conta online, fazemos compras pela internet, nos inscrevemos num concurso, participamos de uma pesquisa, baixamos apps e softwares e postamos fotos nas redes sociais, é importante termos em mente que todas as nossas informações fornecidas podem ser usadas por empresas, governos e instituições.

De fato, existem algumas medidas ofertadas pelas próprias empresas que podem assegurar uma maior privacidade ao usuário. É o caso, por exemplo, de aplicativos de bate-papo criptografados e uma VPN (rede privada virtual) que protege a nossa localização.

Entretanto, embora a privacidade total ainda esteja distante da nossa realidade, o Especialista em Crimes Cibernéticos Dr. Jonatas Lucena afirma que existem algumas formas simples que podem proteger nossas informações na era digital. Contudo, cabe lembrar, uma premissa básica: ‘Nossos dados, nossas responsabilidades’.

“Ações muito simples podem evitar que terceiros tenham acesso aos dados do seu dispositivo ou contas de serviços online. Desde o uso de uma senha de desbloqueio de smartphone à uma criptografia completa de seu aparelho, iniciativas básicas podem fazer com que o controle de sua privacidade seja maior” comentou o Advogado Especialista em Crimes Virtuais e Direito Tecnológico.

  1. Proteja suas contas.

Após o caso do hacker que invadiu o celular do juiz Sergio Moro, a primeira dica aqui dada se mostra muito importante quando o assunto é segurança digital. Uma forma muito simples de assegurar que ninguém tenha acesso a suas informações é o uso de senha.

Entretanto, esqueça aquelas senhas básicas como a data de seu nascimento ou sequências numéricas. Hoje com a grande demanda de produtos digitais e com criminosos cada vez mais experientes, a escolha de senhas complexas e variadas tem sido de grande necessidade.

  1. O software deve estar sempre atualizado.

Software atualizado é sinônimo de segurança. Afinal, como já dissemos hoje existem hackers cada vez mais profissionais que trabalham para quebrar a proteção de sistemas. Logo computadores e celulares com softwares desatualizados se tornam alvos fáceis para invasão

  1. Navegue na web com mais segurança.

A última dica dada pelo Advogado Especialista em Crimes Cibernéticos Dr. Jonatas Lucena, é manter a privacidade no ambiente digital de forma a dar mais atenção para seus dados de navegação.

Cada atividade que realizamos na Internet é coletada por empresas que utilizam estas informações de modo a trilhar seus hábitos digitais, sendo até mesmo possível que empresas criem um perfil seu e passem a ditar aquilo que você consome.