Jonatas Lucena Sociedade Individual de Advocacia

Menu

Especialista em Direito Digital explica o que são dados biométricos e sua importância para a segurança.

Especialista em Direito Digital explica o que são dados biométricos e sua importância para a segurança

A biometria é mais uma das inúmeras tecnologias que buscam assegurar aos usuários de dispositivos informáticos a segurança de sua privacidade e de suas informações e dados pessoais. Em meio a mediação e análise das características fisiológicas e comportamentais das pessoas, a tecnologia é usada, principalmente, na identificação e permissão de acesso a edifícios ou para assinatura digital de transações bancárias que requerem uma maior segurança.

Tendo como base a ideia que de todos tem atributos fisiológicos únicos e, portanto, podem ser identificados por meio deles, podemos citar como alguns exemplos de características individuais as impressões digitais, o DNA, o rosto, a íris e até mesmo o formato da orelha.

Os recursos comportamentais incluem, segundo o Especialista em Direito Digital Dr. Jonatas Lucena, o modo como a pessoa digita, como anda, gestos do corpo e a voz.

Esta tecnologia apresenta também outros aspectos muito positivos. A popularidade no que diz respeito a obtenção de prova de que um indivíduo é que quem diz que é, exclui ainda a necessidade de se memorizar nomes de usuários e montantes de senhas.

“Quando o indivíduo utiliza seus dados biométricos, como uma impressão digital ou reconhecimento facial, esta informação é transformada em dados que são armazenados com uma referência de segurança” explica o Advogado Dr. Jonatas Lucena que há anos trabalha no ramo jurídico de Segurança Digital.

Para o Especialista em Crimes Virtuais, a tecnologia biométrica é muito mais segura do que as senhas tradicionais, que podem ser revelados por meio de robôs e softwares que tentam repetidamente inúmeras combinações. Por sua vez, os dados biométricos não podem ser reproduzidos. Entretanto, as impressões digitais estão acessíveis em nossas casas e nossas vozes podem ser facilmente gravadas.

O que significa dizer que, se estes dados forem roubados, o seu uso se torna inviável, pois nossas impressões digitais, voz e DNA não mudam. É devido a isto, que muitas das novas tecnologias biométricas se utilizam da autenticação de dois fatores, onde um código é enviado para seu dispositivo móvel, por exemplo, fornecendo uma camada a mais de segurança para provar quem é o usuário do outro lado da tela.