Lucena e Milani Sociedade de Advogados

Menu

Centenas de aplicativos do Google Play Store estavam infectados com vírus

Na última semana, uma descoberta feita por pesquisadores do provedor de segurança móvel Lookout detectou uma ameaça encontrada em aplicativos da Play Store que juntos somaram mais de 440 milhões downloads.

Conhecido como BeiTaAd, o plugin descoberto pela Lookout diz ter encontrado o vírus em teclados de emojis e em mais outros 238 aplicativos que estavam disponíveis para downloads no Play Store. Depois de instalados, estes apps inicialmente se comportavam de maneira normal, porém passado um período de 24 horas, entretanto, apareciam anúncios até mesmo fora do aplicativo.

Os anúncios, advindo do programa conhecido como Adware, surgiam na tela de bloqueio e faziam com que o aparelho reproduzisse áudios e vídeos em meio a chamadas telefônicas, quando o despertador tocava ou quando se utilizava qualquer outra função do telefone.

Especialista em Crimes Cibernéticos, o Advogado Dr. Jonatas Lucena alerta para a importância do cuidado ao fazer downloads de aplicativos os quais não conhecemos. No caso citado acima, o vírus somente tinha o objetivo de danificar os aparelhos eletrônicos, entretanto o Advogado Especialista em Direito Tecnológico cita casos em que os hackers utilizam-se da tecnologia para roubar dados pessoais das vítimas.

Sobre esta insegurança acerca de aplicativos é importante observar algumas dicas para não cair numa cilada eletrônica:

Em primeiro lugar, é preciso ter em mente que nunca devemos baixar apps que não estejam em uma loja confiável, afinal se até mesmo no Google Play existem apps suspeitos, em sites que não conhecemos este número deve redobrar.

Quando instalamos um aplicativo em nosso dispositivo informático, surge uma lista de permissões que app pede que você autorize. Até este ponto tudo certo, entretanto, é preciso desconfiar de permissões que não fazem sentido algum em relação a função do app.

Verificar as análises e reputações do aplicativo é outra dica que segundo o Advogado Dr. Jonatas Lucena pode assegurar a confiabilidade ou não do app; e por último e não menos importante sempre tenha um antivírus (de confiança!) instalado no seu dispositivo, por que mesmo que tomemos todas as precauções necessárias, ainda é possível acabar instalando um aplicativo malicioso sem se ter consciência.