Lucena e Milani Sociedade de Advogados

Menu

Adoção de Inteligência Artificial ética: uma medida cada vez mais necessária

Adoção de Inteligência Artificial ética: uma medida cada vez mais necessária.

A Inteligência Artificial (IA) é hoje a tecnologia mais disruptiva da era digital, afinal à medida que empresas exploram e aproveitam o aprendizado das máquinas e outras inteligências artificias, a fim de obter insights dos clientes, identificar talentos e proteger redes corporativas é preciso que CEOs tenham extremo cuidado ao implementar tecnologias.

Com uma rápida expansão nos departamentos de TI que se beneficiam com as tecnologias, a inclusão de IA nas empresas devem levar em conta questões éticas, uma vez que estas tecnologias sofrem com de uma polarização que de um lado é vantajoso e de outro pode ser prejudicial.

Utilizando um exemplo, podemos observar estes lados opostos: a Amazon.com descartou uma ferramenta de recrutamento após uma falha no software em classificar mulheres para vagas de trabalho. Se por um lado temos aqui uma otimização do trabalho de RH, por outro temos um problema não somente tecnológico, mas também ético onde a máquina desclassificava mulheres numa atitude preconceituosa.

Em contramão a ideia vantajosa da criação de Inteligências Artificiais, são muitos os exemplos de discriminação por parte de tecnologias que preocupam Especialistas em Direito Tecnológico como o Advogado Dr. Jonatas Lucena

“A preocupação em se produzir máquinas inteligentes cujos resultados podem ser claramente articulados e satisfatórios devem fazer parte de uma discussão em virtude da ética das IA e de algoritmos que operem com justiça de inclusão” comentou o Advogado Especialista em Crimes Cibernéticos e Tecnológicos.

Uma abordagem cuidadosa é fundamental para a implementação da Inteligência Artificial em empresas. Afinal, podemos observar um crescimento no número de empresas que adotam estas tecnologias em seu ambiente. Para Especialistas em Direito e Tecnologia, ações em curto prazo que instituam uma ética em torno do uso da IA devem ser tomadas.

Questões éticas relacionadas a IA podem trazer riscos de amplo e longo prazo para a reputação de uma empresa, portanto, é importante que as mesmas se engajem de maneira a mitigar os riscos relacionados as tecnologias inteligentes tendo em vista às partes interessadas que incluem não somente os funcionários da empresa, mas também os clientes e o público num geral.

Para o Advogado Dr. Jonatas Lucena, Especialista em Direito Tecnológico, a importância de um comitê ético é evidente: “Hoje temos comitês de risco e tecnologia, porém é preciso ampliar este conceito a questões éticas ligadas a IA”

Ademais, é preciso segundo o Especialista em Crimes Tecnológicos, evitar a polarização característica destas novas tecnologias de modo a treinar profissionais capacitados para testar e corrigir sistemas que codificam preconceitos e que tratem usuários e clientes injustamente.

DESCRIPTION: Casos de atitudes racistas e preconceituosas por parte de IA levanta discussões sobre a necessidade de uma ética ao uso destas tecnologias em empresas.